Vitamina E : Para que serve, benefícios e muito mais!

A vitamina E é fundamental para o funcionamento do nosso organismo, pois ela tem uma forte ação antioxidante, isso faz com que ela seja muito potente para o combate dos radicais livres, que são os responsáveis pelo enfraquecimento das defesas do nosso corpo e podem gerar sérios problemas de saúde.

Além de ter propriedades anti-inflamatórias, ela contribui para o controle do colesterol ruim (LDL) e melhora a fertilidade, pois tem um importante papel na produção dos hormônios. Algumas doenças virais também são combatidas com mais eficiência, ela contribui para a produção de células de defesas do organismo.

Tornou-se muito conhecida por sua ação de rejuvenescimento, devido a ação dos radicais livres. Muitas pessoas por volta dos 30 anos procuram essa vitamina para evitar as temidas linhas de expressão e as rugas. Ela contribui para a produção das fibras elásticas e a formação do colágeno.

Mas antes de ser ingerida em forma de suplemento alimentar, sempre procure por orientação médica ou nutricional, para que se possa repor a quantidade necessária. Antes de partir para uma suplementação sintética, tente introduzir na sua dieta alimentos ricos em vitamina E.

Para que serve?

É uma vitamina capaz de trazer inúmeros benefícios para o organismo. Ela age como agente antioxidante e ajuda a prevenir doenças de origem cardiovasculares e do sistema imunológico, ajuda também no rejuvenescimento da pele.

Na opinião médica, a vitamina E é muito eficiente e recomendada no tratamento de distúrbios, como a ataxia, doença relacionada à deficiência desta. Em casos específicos como este, é bem comum a prescrição médica em forma de suplemento alimentar para o tratamento.

A vitamina E, também é utilizada no tratamento do Mal de Alzheimer e controle de cólicas menstruais. Ela também se mostrou muito influente para a aceleração do metabolismo, e é considerada uma forte aliada para a perda de peso.

Quais seus benefícios?

Seus benefícios são diversos, entre os que mais se destacam são:

  • Equilibra o colesterol ruim (LDL);
  • Ajuda a melhorar a saúde da pele e dos cabelos, fornecendo integridade á pele e paredes celulares;
  • Aumenta a firmeza da pele;
  • Previne rugas;
  • Melhora a cicatrização;
  • Previne o envelhecimento precoce;
  • Melhora a resistência física e muscular;
  • Combate a infertilidade, controla as cólicas menstruais e contribui para a formação de hormônios;
  • Trata Alzheimer;
  • Melhorar o sistema imunológico e contribui para o bom funcionamento cerebral.

Para crianças recém nascidas

Os bebês que nascem com baixo peso, geralmente estão com os níveis de vitamina E baixo, assim ficam mais expostos a infecções. Para bebês com idade até seis meses de vida a quantidade adequada de ingestão é de 4 mg por dia.

Vitamina E para a pele

Por ela ser antioxidante e ter propriedades cicatrizantes, a vitamina E atualmente está sendo usada para tratar a pele e seus benefícios são:

  • Previne e trata o envelhecimento da pele;
  • Previne e reduz rugas;
  • Melhora a cicatrização na erupção cutânea;
  • Clareia a pele;
  • Aumenta a firmeza e elasticidade da pele e ajuda na formação de colágeno;
  • Hidrata a pele;
  • Reduz os danos causados pelos raios ultravioletas na pele;
  • Trata estrias;
  • Deixa a pele mais nutrida.

Além de alimentação e suplementação via oral, existe o óleo de vitamina E, que possui uma enorme quantidade de nutrientes essências para a saúde da pele. Este óleo é de aplicação tópica.

Vitamina E é benéfico para o cabelo?

Sim, ela é essencial para o crescimento firme e saudável dos cabelos. Auxilia na prevenção do aparecimento de fios brancos e a queda de cabelo, também ajuda a manter a circulação sanguínea do couro cabeludo.

Alimentos ricos em vitamina E

Geralmente, podem ser encontrada em alimentos de origem vegetal, ricos em gordura. Porém, também está  presente em alguns alimentos de origem animal. Apresentamos alguns alimentos ricos em vitamina E, que são: semente de girassol, avelã, castanha, amendoim, nozes, castanha do pará, amêndoas, azeitona, abacate, kiwi, espinafre, ovo cozido e salmão.

Salientando que a principal fonte é em gorduras, pois ela é uma vitamina lipossolúvel, que precisa de gordura para ser absorvida pelo organismo.

Deficiência de vitamina E

A falta dessa vitamina no organismo pode ocasionar algumas doenças. Tais como:

  • Anemia hemolítica;
  • Degeneração neuronal;
  • Redução de creatinina sérica;
  • Lesões musculares e esqueléticas;
  • Alterações hepáticas;
  • Fibrose cística;
  • Síndrome do intestino curto;
  • Colestase;
  • Sistema imunológico baixo.

Vitamina E em excesso

Assim como a falta de vitamina E no corpo, o excesso também pode ocasionar problemas no organismo, como:

  • Problemas de coagulação sanguínea;
  • Trombocitopenia;
  • Hemorragia cerebral;
  • Náuseas;
  • Cefaléia;
  • Fadiga
  • Hipoglicemia;
  • Alterações neutrofílica.

Sempre antes de começar o uso de um suplemento procure ajuda médica. A automedicação pode ocasionar problemas à saúde e como a maioria das fontes de vitamina E são de alimentos oleaginosos, reações alérgicas podem ocorrer.

Outras informações

A vitamina E também é conhecida como alfa-tocoferol, existem mais oito tipos de tocoferol, que são do tipo, Alfa, Beta, Gama, Épsilon, Zeta, E HETA, mas apenas o alfa-tocoferol é o mais eficiente.

Portanto, na hora de comprar o produto, fique alerta, se a composição não for alfa-tocoferol, certamente não terá a reposição desejada.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply