Vitamina E : Para que serve, benefícios e muito mais!

A vitamina E é fundamental para o funcionamento do nosso organismo, pois ela tem uma forte ação antioxidante, isso faz com que ela seja muito potente para o combate dos radicais livres, que são os responsáveis pelo enfraquecimento das defesas do nosso corpo e podem gerar sérios problemas de saúde.

Além de ter propriedades anti-inflamatórias, ela contribui para o controle do colesterol ruim (LDL) e melhora a fertilidade, pois tem um importante papel na produção dos hormônios. Algumas doenças virais também são combatidas com mais eficiência, ela contribui para a produção de células de defesas do organismo.

Tornou-se muito conhecida por sua ação de rejuvenescimento, devido a ação dos radicais livres. Muitas pessoas por volta dos 30 anos procuram essa vitamina para evitar as temidas linhas de expressão e as rugas. Ela contribui para a produção das fibras elásticas e a formação do colágeno.

Mas antes de ser ingerida em forma de suplemento alimentar, sempre procure por orientação médica ou nutricional, para que se possa repor a quantidade necessária. Antes de partir para uma suplementação sintética, tente introduzir na sua dieta alimentos ricos em vitamina E.

Para que serve?

A vitamina E é capaz de trazer inúmeros benefícios para o organismo. Ela age como agente antioxidante e ajuda a prevenir doenças de origem cardiovasculares e do sistema imunológico, ajuda também no rejuvenescimento da pele.

Na opinião médica, a vitamina E é muito eficiente e recomendada no tratamento de distúrbios, como a ataxia, doença relacionada à deficiência desta. Em casos específicos como este, é bem comum a prescrição médica em forma de suplemento alimentar para o tratamento.

A vitamina E, também é utilizada no tratamento do Mal de Alzheimer e controle de cólicas menstruais. Ela também se mostrou muito influente para a aceleração do metabolismo, e é considerada uma forte aliada para a perda de peso.

Benefícios

Os benefícios da vitamina E à nossa saúde são diversos, dentre os quais, destacam-se:

  • Equilibra o colesterol ruim (LDL);
  • Ajuda a melhorar a saúde da pele e dos cabelos, fornecendo integridade á pele e paredes celulares;
  • Aumenta a firmeza da pele;
  • Previne rugas;
  • Melhora a cicatrização;
  • Previne o envelhecimento precoce;
  • Melhora a resistência física e muscular;
  • Combate a infertilidade, controla as cólicas menstruais e contribui para a formação de hormônios;
  • Trata Alzheimer;
  • Melhorar o sistema imunológico e contribui para o bom funcionamento cerebral.

Para crianças recém nascidas

Os bebês que nascem com baixo peso, geralmente estão com os níveis de vitamina E baixo, assim ficam mais expostos a infecções. Para bebês com idade até seis meses de vida a quantidade adequada de ingestão é de 4 mg por dia.

Vitamina E para a pele

Por ela ser antioxidante e ter propriedades cicatrizantes, a vitamina E atualmente está sendo usada para tratar a pele e seus benefícios são:

  • Previne e trata o envelhecimento da pele;
  • Previne e reduz rugas;
  • Melhora a cicatrização na erupção cutânea;
  • Clareia a pele;
  • Aumenta a firmeza e elasticidade da pele e ajuda na formação de colágeno;
  • Hidrata a pele;
  • Reduz os danos causados pelos raios ultravioletas na pele;
  • Trata estrias;
  • Deixa a pele mais nutrida.

Além de alimentação e suplementação via oral, existe o óleo de vitamina E, que possui uma enorme quantidade de nutrientes essências para a saúde da pele. Este óleo é de aplicação tópica.

A Vitamina E é boa para os cabelos?

Sim, ela é essencial para o crescimento firme e saudável dos cabelos. A vitamina E auxilia na prevenção do aparecimento de fios brancos e da queda de cabelo e também ajuda a manter a circulação sanguínea do couro cabeludo.

Alimentos ricos em vitamina E

Geralmente, a vitamina E pode ser encontrada em alimentos de origem vegetal, ricos em gordura. Porém, também está  presente em alguns alimentos de origem animal.

Entre os alimentos que são ricos em vitamina E, podemos citar:

semente de girassol

  • avelã
  • castanhas, amêndoas e nozes
  • amendoim
  • castanha do pará
  • azeitona
  • abacate
  • kiwi
  • espinafre
  • ovo cozido
  • salmão

É importante lembrar que a Vitamina E é lipossolúvel, ou seja, ela precisa de gordura para ser absorvida pelo organismo. Se você consumir alimentos com poucas gorduras, como frutas, seu corpo não vai absorver tanta Vitamina E quanto alimentos com mais gorduras, como o salmão, amendoim e ovo.

Deficiência

A falta de vitamina E no organismo pode criar uma deficiência que pode ocasionar alguns problemas à sua saúde, tais como:

  • Anemia hemolítica;
  • Degeneração neuronal;
  • Redução de creatinina sérica;
  • Lesões musculares e esqueléticas;
  • Alterações hepáticas;
  • Fibrose cística;
  • Síndrome do intestino curto;
  • Colestase;
  • Sistema imunológico baixo.

Ou seja, consumir quantidades adequadas de Vitamina E é importantíssimo pode você se manter saudável.

Excesso

Assim como a falta de vitamina E no corpo, o excesso também pode ocasionar problemas no organismo, como:

  • Problemas de coagulação sanguínea;
  • Trombocitopenia;
  • Hemorragia cerebral;
  • Náuseas;
  • Cefaléia;
  • Fadiga
  • Hipoglicemia;
  • Alterações neutrofílica.

Sempre antes de começar o uso de um suplemento procure ajuda médica. A automedicação pode ocasionar problemas à saúde e como a maioria das fontes de vitamina E são de alimentos oleaginosos, reações alérgicas podem ocorrer.

Outras informações

A vitamina E também é conhecida como alfa-tocoferol, existem mais oito tipos de tocoferol, que são do tipo, Alfa, Beta, Gama, Épsilon, Zeta, E HETA, mas apenas o alfa-tocoferol é o mais eficiente.

Portanto, na hora de comprar o produto, fique alerta, se a composição não for alfa-tocoferol, certamente não terá a reposição desejada.

Leave a Reply

/* */